VEJA NOSSO

BLOG

Este espaço traz contribuições importantes para esclarecer sobre varios temas voltados para Alimentação e Saúde, novas descobertas e você pode interagir enviando sua opinião e questionamentos!

Envelhecimento, desnutrição e depressão

Os hábitos alimentares dos idosos não são determinados por preferências pessoais adquiridas ao longo da vida, mas também sofrem influência de questões psicológicas. Fatores como isolamento social, solidão, luto, sensação de abandono, morar sozinho ou ser institucionalizado, perda da autonomia, rejeição da autoimagem, são determinantes para um quadro depressivo. Com isso, é normal que haja desinteresse por atividades cotidianas, como o preparo de refeições e o ato de se alimentar, fazendo com que muitos deixem de consumir os nutrientes necessários para a boa manutenção do organismo.
A falta de apetite também está relacionada com a ausência dos sentidos de paladar e olfato, fazendo com que o idoso não sinta prazer em comer. Isso causa perda de interesse pelo ato de se alimentar, tendo como alternativas mais práticas alimentos industrializados, altamente processados, ricos em açúcares e gorduras.
As estratégias nutricionais para auxiliar na prevenção e tratamento da desnutrição em idosos depressivos devem ser focadas na reposição dos nutrientes que o indivíduo sofre carência, inserção de alimentos funcionais e educação nutricional.
A inserção de alimentos funcionais ricos em fibras, isoflavonas, carotenóides, vitaminas do complexo B, colina e triptofano fornecem ao paciente os nutrientes necessários para melhorar o quadro clínico nutricional, como também favorece a atuação dos antidepressivos (caso o paciente faça uso).
É necessário que haja um acompanhamento multiprofissional em parceria com a família, pois os pacientes deprimidos colaboram menos com os tratamentos, em virtude da falta de energia, falta de iniciativa, desesperança e do déficit cognitivo associado à depressão e ao processo de envelhecimento. Informações: Brenda Lessa Oliveira – Estagiária de Nutrição @behlessa